Programação cultural marca bicentenário do Museu Nacional no Rio; espaço será revitalizado

  • 09/06/2018 - 10h19

Tatiana Alves

O Museu Nacional e o BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, assinaram um contrato de financiamento. Serão destinados R$ 21 milhões para obras de restauração e requalificação do espaço.

 

O Museu, que completou 200 anos na última quarta-feira (6), ocupa a Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro.

 

Apesar do valor histórico, o local está com problemas como a necessidade de obras,  salas fechadas e parte da coleção fora do alcance dos visitantes. O diretor do Museu, Alexander Kellner, destaca as primeiras áreas que serão revitalizadas.

 

Para adquirir recursos, a instituição lançou um financiamento coletivo no qual arrecadou cinquenta mil reais. Valor suficiente para reabrir a sala do dinossauro, uma das principais atrações do museu,  fechada desde o final do ano passado devido a um ataque de cupins que destruiu a estrutura de sustentação do esqueleto.

 

Outro caso que ilustra a falta de recursos do museu é a ossada de um exemplar raro de baleia, que está à espera de patrocínio para manutenção há pelo menos vinte anos.

 

A reitoria da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, que administra o Museu, apresentou recentemente um balanço das condições financeiras da universidade em uma audiência pública. Os gestores confirmaram o corte nos investimentos, devido ao contingenciamento de verbas pelo governo federal.

 

Mesmo passando por dificuldades, a UFRJ informou que destinou cerca de R$ 160 mil para viabilizar as celebrações do aniversário do Museu Nacional, marcadas para o fim de semana.

 

Entre as comemorações do bicentenário do Museu Nacional estão oficinas, visitas mediadas, atividades culturais e esportivas.

 

Outras atrações poderão ser vistas dentro de uma tenda na Alameda das Sapucaias, na Quinta da Boa Vista.

 

Todas as atividades são gratuitas. Para mais informações, acesse o site www.museunacional.ufrj.br.

Ir para a versão desktop