Lapa ganha escultura com declaração de amor; bairro boêmio do Rio quer ser atração diurna também

  • 10/01/2019 - 16h00

Lígia Souto

A Lapa, bairro boêmio da região central da cidade ganhou uma escultura com a frase “RioAmaLapa”.

 

A novidade, instalada na Praça Cardeal Câmara, também conhecida como Praça dos Arcos, foi inaugurada nesta quinta-feira (10), e faz parte de um plano de valorização do Rio Antigo como destino turístico e cultural não apenas no período noturno, mas com oferta de atividades diurnas.

 

O mobiliário urbano foi inspirado em peças clássicas de cidades como Amsterdã e Nova York e nos mesmos moldes da “Rio Cidade Olímpica”, na Praça Mauá, que serviu de cenário para fotos de milhões de pessoas.

 

O RioAmaLapa tem 2 metros de altura por 11 de largura e fica a cerca de 80 metros dos Arcos, na Avenida Mem de Sá. A peça, do designer Caio Leitão, foi produzida com chapas galvanizadas e acabamento em pintura automotiva, com tratamento anticorrosivo.

 

O empreendedor cultural Léo Feijó, idealizador do projeto, chamou a atenção para os turistas, que, antes mesmo da inauguração, já paravam para tirar fotos. Segundo Feijó, a intenção é criar uma memória afetiva. Ele espera que o esforço traga resultados para o ordenamento da região.

 

O presidente do Polo Novo Rio Antigo, Thiago Cesário Alvim, destacou a importância de reforçar que a Lapa é também uma potência com inúmeras atrações que acontecem durante o dia. Ele disse, ainda, que a peça é um pequeno gesto, mas que terá ações complementares de melhoria para o bairro.

 

A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura, a Superintendência Centro da Prefeitura, o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade e o Polo Novo Rio Antigo, associação com 120 empreendimentos locais, entre antiquários, hotéis, bares e espaços musicais.

Ir para a versão desktop