Museu do Reggae no Maranhão completa um ano com programação especial

  • 19/01/2019 - 11h49

Michelle Moreira

Não tem como falar do Maranhão e não pensar em reggae. O gênero musical, que, no ano passado se tornou Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, ganhou adeptos e se transformou em parte integrante da identidade maranhense.

 

A influência no é tão forte que a capital São Luís ganhou um espaço voltado ao tema. O Museu do Reggae, que celebra um ano neste mês.

 

Segundo a Secretaria estadual de Cultura, foram mais de 50 mil visitantes, dos quais 20 mil turistas.

 

O local é palco de shows, exposições, feiras e aulas de dança voltadas ao ritmo que nasceu na Jamaica, no Caribe.

 

Uma linha do tempo permite ao visitante conhecer a história do gênero musical no Brasil e no mundo.

 

Playlists nacionais e internacionais ficam à disposição de quem tiver interesse.

 

A sala Toque do Amor presta uma homenagem aos nomes do reggae nacional. No espaço é possível conferir uma exposição de fotos, além de vídeos e discos.

 

Para celebrar o aniversário do museu foi montada uma programação especial.

 

De 22 a 25 de janeiro vai ter muita música, cinema, rodas de conversa, oficinas gratuitas de tranças, além de aulas de dança.

 

A programação completa pode ser conferida na internet em ma.gov.br/agenciadenoticias. Depois, no campo de busca é só digitar Museu do Reggae.

Ir para a versão desktop