Governo de Roraima pede fechamento temporário da fronteira com a Venezuela

  • 13/04/2018 - 16h29

Graziele Bezerra

O governo de Roraima entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal cobrando o fechamento temporário da fronteira do Brasil com a Venezuela, na expectativa de solucionar os problemas enfrentados no estado com a crise migratória.

 

A governadora Suely Campos reclama da falta fiscalização na divisa entre os países.

 

Atraídos para o Brasil em busca de melhores condições de vida e expulsos pela crise que assola a Venezuela, os estrangeiros começaram a gente aos montes ao Brasil em meados de 2015.

 

O governo estima que 50 mil tenham entrado por via terrestre no país desde então. O número supera em 10 por cento a quatidade de  roraimeneses, hoje calculado em 520 mil pessoas.

 

E tanta gente assim provocou um colapso no estado. Na saúde, Roraima enfrenta epidemia de sarampo. No campo da segurança, vê a criminalidade aumentar. Na área da educação, vê a demanda cada vez mais maior. Além dos milhares de estrangeiros vivendo pelas ruas e abrigos.

 

O governo federal deu início a um processo de interiorização de estrangeiros, mas a governadora também critica a lentidão no serviço.

 

Suely Campos também pede ao governo federal incremento nos recursos financeiros encaminhados ao estado para o enfrentamento da crise humanitária. 

Ir para a versão desktop