Anistia Internacional cobra solução do caso Marielle

  • 14/05/2018 - 18h43

Joana Moscatelli

Com máscaras representando o rosto de Marielle Franco além de faixas e cartazes perguntando quem matou a vereadora, ativistas da Anistia Internacional realizaram um ato nesta segunda-feira em frente da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro para marcar os dois meses do assassinato de Marielle e o motorista Anderson Gomes.

 

Segundo a coordenadora de pesquisa da Anistia, Renata Neder, os pais de Marielle também participaram do protesto.

 

Renata defendeu ainda o respeito ao sigilo das investigações e criticou especulações sobre o caso. Mas exigiu compromisso com a solução da investigação sobre o assassinato e a identificação não só do executor mas do mandante do crime.

 

Procurada a Secretaria de Segurança informou por meio da Assessoria de Comunicação que não vai divulgar informações sobre a investigação.

Ir para a versão desktop