França repassa R$ 1 milhão para ajuda aos imigrantes venezuelanos

  • 13/09/2018 - 21h19

Renata Martins

A Cáritas Arquidiocesana de Manaus, entidade da Igreja Católica, vinculada à CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, vai receber 200 mil euros, cerca de um milhão de reais, do governo francês.

 

Os recursos serão para a assistência humanitária a 65 famílias de imigrantes venezuelanos que foram transferidos de Boa Vista, Roraima, para capital do Amazonas, Manaus, por meio do programa de interiorização do governo brasileiro.

 

O trabalho será desenvolvido pela Cáritas em conjunto com o Acnur - Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

 

De acordo com a Embaixada da França no Brasil, durante 10 meses, os beneficiados terão auxílio para despesas com moradia, documentação, cursos profissionalizantes e de português.

 

A diplomacia francesa afirma que a colaboração do governo expressa sua solidariedade ao Brasil, na gestão da crise migratória e visa aliviar o estado de Roraima, que se vê diante de grandes desafios no recebimento dos imigrantes venezuelanos.

 

Os recursos foram concedidos por meio do Centro de Crise e de Apoio do Ministério da Europa e das Relações Exteriores da França.

 

Nesta sexta-feira, o Embaixador da França no Brasil, Michel Miraillet, formaliza o repasse do dinheiro, com a assinatura de uma convenção.


A solenidade ocorre às três horas da Tarde, na Embaixada da França, em Brasília, com a presença do padre Orlando Gonçalvez Barbosa, presidente da Cáritas, e de representantes do Acnur.

Ir para a versão desktop