Pequenas empresas projetam Mato Grosso com criação de 52 postos de trabalho a cada mil empregados

  • 28/09/2018 - 16h49

Graziele Bezerra

Ficar sem trabalho nunca foi uma opção para o ex-caminhoneiro Odir Pinto de Arruda, de Mato Grosso.

 

Depois que ele desistiu da antiga profissão, buscou alternativas para ficar de fora da turma dos 14 milhões de desempregados registrados no Brasil, e abriu, em Cuiabá, uma loja que vende artigos importados.
 

 

O empresário faz parte dos 7 milhões de microempresários individuais registrados no Brasil, segundo dados do Portal do Empreendedor. E vive no estado que se destacou na criação de empregos gerados por pequenas empresas.

 

Sonoplastia de Marcos Tavares. 
 

 

De janeiro a julho, o saldo em Mato Grosso foi de 52 postos de trabalho a cada mil empregados.
 

Os números levantados pelo Sebrae e baseados no CAGED – o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho, mostram ainda que, no acumulado de janeiro a julho de 2018, os pequenos negócios responderam pela criação de 475 mil postos de trabalho, enquanto as médias e grandes empresas criaram 80 mil empregos.
 

O analista de gestão estratégica do Sebrae destaca o papel do empreendedorismo na geração de empregos
 

Para o futuro, a projeção do analista é que os microempreendedores fechem 2018 com a criação de até 600 mil novos empregos.

Ir para a versão desktop