Greve dos caminhoneiros afetou setor agropecuário em 2018, diz CNA

  • 05/12/2018 - 17h05

Graziele Bezerra

A paralisação dos caminhoneiros deflagrada em maio deste ano afetou o desenvolvimento do setor agropecuário no Brasil em 2018.

 

A conclusão é do Balanço 2018 da CNA – Confederação Nacional da Agricultura.

 

O superintendente técnico da CNA, Bruno Lucchi, responsabiliza também o tabelamento do frete pelo aumento do custo de produção, com consequente alta no preço dos alimentos e dos fertilizantes.

 

Para o presidente da confederação, João Martins, o produtor rural brasileiro precisa de estabilidade para produzir.

 


Segundo projeções da CNA, o faturamento da agropecuária deve encerrar 2018 com alta de 3% comparado ao resultado de 2017, atingindo 607 bilhões de reais.

 

Para o próximo ano, há uma perspectiva de crescimento da safra de grãos. A produção de soja, por exemplo, deve crescer 6% em relação à safra anterior.


As previsões são positivas também para o milho e para o algodão.

Ir para a versão desktop