Safra de 2019 deve ser 3% maior que 2018 atingindo 233 milhões de toneladas

  • 10/01/2019 - 11h05

Joana Moscatelli

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prevê safra de grãos 3,1% maior em 2019.

 

Dados divulgados nesta quinta-feira (10) apontam que, este ano, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi estimada em um pouco mais de 233 milhões de toneladas, 7 milhões acima da safra de 2018.

 

Com essa previsão, a colheita de grãos deste ano deve ser a segunda maior da série histórica do IBGE, iniciada em 1975.

 

O recorde continua sendo em 2017, cuja produção totalizou 240,6 milhões de toneladas.

 

Segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, o crescimento deve-se, principalmente, às maiores estimativas da produção do milho, do algodão e da soja.

 

Por outro lado, a produção de arroz e feijão teve declínio. A área a ser colhida também deve aumentar, 2,1%, e totalizar mais de 62 milhões de hectares.

 

Ainda de acordo com o instituto, o maior produtor nacional de grãos é o estado do Mato Grosso, seguido do Paraná e do Rio Grande do Sul.

Ir para a versão desktop