Inflação de produtos na saída das fábricas fica em 0,61% em junho

  • 31/07/2020 - 11h48

Cristiane Ribeiro

O Índice de Preços ao Produtor, que mede a variação de preços dos produtos na saída das fábricas, sem impostos e frete, teve inflação de 0,61% em junho deste ano. A taxa é inferior à de maio, de 1,16%, que foi a maior desde maio do ano passado.

 

Os dados divulgados nesta sexta-feira (31) pelo IBGE mostram que o principal impacto para a taxa de junho do índice veio da atividade relacionada aos derivados de petróleo e biocombustíveis.

 

Em junho, 11 das 24 atividades das indústrias extrativas e de transformação pesquisadas apresentaram inflação em seus produtos, com destaque para refino de petróleo e álcool e indústrias extrativas. Entre as que tiveram deflação, o destaque foi para metalurgia e alimentos.

 

Diferentemente dos últimos meses, a atividade de alimentos, que tem o maior peso no índice geral, e acumula alta de 17,38% no ano, registrou variação negativa de 0,79%. No ano, o indicador acumula alta de 3,94% e nos últimos 12 meses, a inflação da indústria foi de 6,38%.

Ir para a versão desktop