Escolas públicas do Rio vão receber recursos para reformas e compra de materiais

  • 31/12/2017 - 09h15

Raquel Júnia

Escolas estaduais e municipais do Rio de Janeiro vão receber 27 milhões de reais do Programa Dinheiro Direto na Escola, do Ministério da Educação.

 

Os recursos vão ser destinados para 445 escolas estaduais, de 28 municípios fluminenses e 340 municipais situadas na capital que poderão utilizar o dinheiro para reparos, compra de materiais, e remuneração de bolsistas.

 

O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou que um dos objetivos do programa é enfrentar a evasão escolar.

 

Os recursos poderão ser usados também para remuneração de bolsistas para que no contraturno e aos sábados ofereçam reforços de disciplinas, como matemática e português, e também atividades lúdicas.

 

O secretário de estado da Educação, Wagner Victer, afirmou que o recurso direto na escola garante mais autonomia para atender as reais necessidades.

 

Os valores vão variar entre 16 e 91 mil reais para cada unidade de acordo com o número de estudantes. 2017 foi um ano de muitos problemas na rede estadual de educação.

 

Em meados do ano, professores e estudante da rede estadual denunciaram fechamento de turmas e de turnos. Houve também o desligamento automático de alunos faltosos sem uma tentativa de reaproximar esses estudantes como prevê a legislação, o que resultou em protestos denunciando o desmonte das escolas. A Secretaria de Estado de Educação chamou o processo de otimização.

Ir para a versão desktop