Ministro da Educação garante que bolsas da Capes serão mantidas em 2019

  • 07/08/2018 - 14h39

Graziele Bezerra

O ministro da Educação, Rossieli Soares, voltou a dizer que as bolsas de estudos de pós-graduação da Capes serão mantidas em 2019.

 

Rossieli disse que está discutindo com o Ministério do Planejamento a garantia dos recursos necessários não apenas para a autarquia, mas para “todas as áreas da educação”.

 

A afirmação do ministro foi durante debate no 2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, organizado pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca), em São Paulo.

 

A possibilidade de corte nas bolsas veio à tona quando o presidente do Conselho Superior da Capes, Abílio Baeta Neves, enviou carta ao ministro Rossieli Soares na qual dizia que a instituição teria um limite para o orçamento de 2019.

 

Na carta, a Capes afirma que o teto fixado poderia acarretar a suspensão de 93 mil bolsas de pesquisadores e de alunos de pós-graduação, a partir de agosto do ano que vem.

 

O Conselho da Capes também previu o corte do pagamento para mais 105 mil bolsistas que pesquisam e trabalham com educação básica.

 

A carta circulou nas redes sociais e provocou mobilização nas comunidades científica, tecnológica e acadêmica.

Ir para a versão desktop