Planejamento e Educação vão apresentar estudo à Presidência sobre recursos para Capes

  • 03/08/2018 - 20h04

Kariane Costa

Após a repercussão  sobre o possível corte de recursos para bolsas oferecidas pela Capes , a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior , o governo  SE PRONUNCIOU e afirmou que vai manter as bolsas.

 

O primeiro a falar foi presidente Michel Temer  que afirmou  em viagem no Piauí que “não deixará faltar”  recursos para o capes

 

Enquanto isso em Brasília houve  uma reunião entre o ministro do Planejamento, Esteves Pedro Colnago  e o ministro da Educação,  Rossieli Soares.

 

Rossieli conversou com a imprensa após  a reunião e  disse que a pasta junto com o Ministério do Planejamento vai apresentar um estudo para Presidência para garantir a manutenção das  bolsas da Capes.

 

O problema orçamentário foi levantado nesta quinta-feira pelo Conselho Superior da Capes. 

 

Em nota enviada ao Ministério da Educação, o conselho alertou que, se for mantido o orçamento previsto para o órgão em 2019, haverá suspensão das bolsas de pós-graduação e de programas de formação de professores no mês de agosto.

 

A falta de dinheiro pode afetar 93 mil estudantes e pesquisadores em agosto do ano que vem  e ainda 105 mil que deixariam de receber as bolsas de estudo em outros três programas.

Ir para a versão desktop