JBS: R$ 500 milhões foram destinados a campanhas de 1.829 candidatos em 2014

  • 19/05/2017 - 18h46

Ariane Póvoa

Mais de R$ 500 milhões foram destinados para ajudar a eleger governadores, deputados estaduais e federais e senadores de todo o país em 2014, segundo empresários da J & F.  A holding é controladora do grupo JBS.

 

O objetivo, segundo delação premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal, era estabelecer um bom relacionamento com futuros eleitos.

 

De acordo com depoimento do diretor de Relações Institucionais e Governo da J&F, Ricardo Saud, o dinheiro repassado por meio de “pagamentos dissimulados” alimentou campanhas de 1.829 candidatos, de 28 partidos.

 

Desse total, 179 se elegeram deputados estaduais em 23 unidades da federação e 167, deputados federais.

 

Saud cita ainda que foram distribuídas "propinas para 16 governadores eleitos e para 28 candidatos ao Senado que disputavam a eleição ou a reeleição ”.

 

Em outro depoimento, o dono da JBS, Joesley Batista, também afirmou que a maioria das doações feitas pela empresa tratava-se de propina disfarçada por contrapartidas recebidas.

 

* Com informações da Agência Brasil

Ir para a versão desktop