Manifestantes ocupam triplex atribuído a Lula no Guarujá

  • 16/04/2018 - 12h36

Danyele Soares

O Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto e a Frente Povo Sem Medo ocuparam o triplex do Guarujá, em São Paulo, que é atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de acordo com a sentença judicial.

 

Segundo os movimentos, como o imóvel é atribuído a Lula, os apoiadores do petista podem ocupar o espaço.

 

Ao entrarem no local, os manifestantes gritaram palavras de ordem.

 

Lula está preso atualmente, cumprindo pena de 12 anos, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

 

Segundo a sentença, Lula teria sido beneficiado com R$ 3,7 milhões em propina da empreiteira OAS.

 

A quantia teria sido paga com a reserva do triplex no Guarujá. Mas a defesa afirma que Lula jamais teve a posse do apartamento.

 

O imóvel atualmente está em processo de leilão judicial pelo valor de R$ 2,2 milhões  e recebe lances até o dia 15 de maio.

 

Segundo a determinação da Justiça, os valores arrecadados devem ser "destinados, após o trânsito em julgado, à vitima no caso de confirmação do confisco ou devolvidos à OAS Empreendimentos ou ao ex-presidente no caso de não ser confirmado o confisco."

 

Na descrição do leilão, a OAS consta como proprietária do imóvel.

 

Tentamos contato com a empresa para saber se a companhia vai adotar alguma medida para desocupar o espaço. A empreiteira informou que não vai comentar o caso.

 

 

 

Ir para a versão desktop