MPDFT vai investigar site no exterior que vende dados pessoais de brasileiros

  • 11/07/2018 - 16h22

Lucas Pordeus Leon

O Ministério Público do Distrito Federal abriu inquérito para investigar um site, hospedado na Suécia, que comercializa informações pessoais de brasileiros na internet.

 

A página permite a consulta e a venda de dados como nome, endereço, CPF, perfis em redes sociais e até nome de vizinhos, segundo a Comissão de Proteção de dados pessoais do Ministério Público do DF.

 

Os principais buscadores, como Google e Yahoo, receberam ofício para retirar o site do resultado das buscas. O site Mercado Livre também foi notificado para suspender a conta que permite a venda de créditos para acessar o serviço.

 

De acordo com a investigação, com cerca de R$ 30, qualquer pessoa pode visualizar dados fornecidos pelo site sem o consentimento dos titulares da informação.

 

O Ministério Público quer descobrir quem está lucrando com esse site e como os donos da página conseguiram todas essas informações pessoais.

 

O promotor de Justiça, Frederico Meiberg, argumenta que o site viola o direito à privacidade das pessoas, podendo gerar danos morais e materiais.

Ir para a versão desktop