Dia da Árvore alerta para o manejo florestal sustentável

  • 21/09/2019 - 06h50

Dayana Vítor

Você sabe a origem da madeira dos armários, mesas e cadeiras que tem em casa? Saber de onde todos esses produtos vieram, contribui com o manejo sustentável das florestas. Quando itens de origem ilegal são recusados, é quebrado o ciclo da exploração irregular de madeiras. Assim, é possível garantir que mais árvores fiquem em pé!!!

 

No Brasil, quase sessenta por cento do território é composto por florestas. São cerca de 500 milhões de hectares cobertos por árvores e vegetações naturais e plantadas, a maioria nativa. Desses, oito milhões de hectares são cultivados. São nessas áreas que existe a exploração legal da madeira, de acordo com o Serviço Florestal Brasileiro.

 

No manejo sustentável das florestas, a cada dez mil metros quadrados são exploradas quatro árvores. Depois de um período de uso, as árvores ficam, pelo menos, 25 anos em recuperação. O coordenador de uso sustentável dos recursos florestais do Ibama, Gustavo Bediaga, diz que, na compra de um objeto em madeira, nós consumidores, devemos sempre pedir um documento relatando a origem florestal.

 

Apesar de ainda existirem muitos móveis e outros itens fabricados com madeiras ilegais no país, todo papel e celulose é produzido com madeira de floresta plantada. O diretor de concessão florestal e monitoramento do Serviço Florestal Brasileiro, Paulo Henrique Ribeiro, detalha que o Brasil tem 10 milhões de floresta plantada para celulose.

 

O presidente da Associação Brasileira de Preservadores de Madeira, Gonzalo Lopes, afirma que é necessário usar de forma sustentável as madeiras para garantir um futuro melhor.

 

No Brasil, existem quase oito mil espécies de árvores, porém, várias correm o risco de extinção. Entre elas: Pinheiro-do-paraná, Ipê-peroba, Cerejeira, Garapeira e Braúna.

Ir para a versão desktop