Ponto Final: Polícia Federal investiga pagamento de propinas no setor de transportes do Rio

  • 30/07/2020 - 12h34

Raquel Júnia

A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (30) três mandados de busca e apreensão no estado do Rio de Janeiro, em um desdobramento da Operação Ponto Final, que investiga um esquema de pagamento de propinas de empresários do setor de transportes a agentes públicos.

 

Os mandados,  expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal, foram cumpridos na capital e na cidade de Paraíba do Sul, no interior do estado.

 

Segundo a Polícia Federal, um dos investigados continuava mantendo valores em uma conta bancária na Holanda. O dinheiro teria sido obtido por meio de recebimento de propina entre 2010 e 2016.

 

A Operação Ponto final, desencadeada em 2017 pela força-tarefa da Lava Jato no Rio, prendeu 12 pessoas, entre elas o empresário Jacob Barata Filho, o ex-presidente da Federação dos Transportes, a Fetranspor, Lélis Teixeira, e o ex presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado, o Detro, Rogério Onofre.

 

De acordo com o Ministério Público Federal, os pagamentos de propina feitos pelos empresários ultrapassaram R$ 250 milhões.

Ir para a versão desktop