Estados Unidos e Coreia do Sul começam exercício de defesa na península coreana

  • 20/04/2017 - 13h16

Leandra Felipe

Mais de 100 aviões de combate norte-americanos e sul-coreanos começaram, nesta quinta-feira (20), um exercício de defesa conjunto de defesa na península coreana.

 

Segundo a Força Aérea da Coreia do Sul, a ação vai durar quase duas semanas e tem cerca de 1,2 mil soldados norte-americanos envolvidos e quase 300 mil sul-coreanos. Este é o maior exercício conjunto desde o início da cooperação militar entre os dois países.

 

A ação começa no mesmo dia em que o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, disse que não pretende negociar, pelo menos por enquanto, diretamente com a Coreia do Norte.

 

Em visita ao Japão, Pence afirmou que não há o que negociar, e que a única coisa que o governo americano quer é ouvir notícias de que a Coreia do Norte interrompeu seu programa de mísseis nucleares.

 

A posição dos Estados Unidos agora é mais radical do que no período eleitoral, quando Donald Trump disse que estava disposto a negociar com o líder norte-coreano Kim Jon-un.

Ir para a versão desktop