Governo catalão tem até segunda para confirmar declaração de independência

  • 12/10/2017 - 12h32

Marieta Cazarré

O governo catalão terá até a próxima segunda-feira, dia 16, para confirmar se declarou a independência. O requerimento enviado pelo governo espanhol ao chefe do Executivo da Catalunha estabelece ainda que o presidente catalão tem até a próxima quinta-feira, dia 19, para retificar a decisão e restaurar a ordem constitucional.

 

Para o porta-voz do governo catalão, a iniciativa de Mariano Rajoy, presidente espanhol, deixa claro que não há abertura para o diálogo. Carles Puigdemont, presidente da Catalunha, em seu discurso no Parlamento na última terça-feira, afirmou que a suspensão dos efeitos da declaração de independência tinha como propósito abrir caminho para o diálogo, numa tentativa de diminuir as tensões e propiciar um possível acordo.

 

Neste contexto de movimento separatista, a Espanha vive hoje um dia simbólico pois se comemora o Dia da Festa Nacional.

 

Em Madri, milhares de pessoas foram às ruas, para acompanhar os desfiles que contam com quase 4 mil militares e membros da Guarda Civil e da Polícia Nacional.

 

O lema da festa este ano é “Orgulhosos de ser espanhóis” e as comemorações acabaram ganhando um tom de manifestações pela manutenção da unidade do país, com milhares de pessoas carregando bandeiras espanholas e cartazes de apoio ao governo central.

 

Tanto os reis da Espanha, Felipe VI e sua mulher Letizia, como os presidentes das regiões autônomas participaram dos desfiles. Apenas representantes de 3 comunidades não foram ao evento, entre eles, Puigdemont, presidente da Catalunha.

 

O ato começou hoje, por volta das 11h (horário local), com a chegada do reis à Praça de Lima, onde foram recebidos com gritos de “viva a Espanha” por centenas de pessoas. O desfile, terrestre e aéreo, aconteceu no Paseo da Castellana e contou com 84 veículos e 78 aeronaves.

Ir para a versão desktop