Macron diz que banalização do uso de armas químicas não pode ser tolerada

  • 14/04/2018 - 09h48

Adriana Moisés, da RFI

Estados Unidos, França e Reino Unido bombardearam alvos na Síria na madrugada deste sábado (14), em uma ação coordenada contra o regime de Bashar Al-Assad uma semana após um suposto ataque com armas químicas ter matado mais de 40 civis em Duma, nos arredores de Damasco.

 

A Rússia convocou uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU, "para evocar as ações agressivas" dos americanos e seus aliados. Segundo Moscou, o ataque da coalizão ocidental não deixou vítimas.

 

Saiba mais sobre a repercussão no mundo com Adriana Moisés, da Radio France Internationale. 

Ir para a versão desktop