Por 7 votos de diferença, Senado argentino rejeita legalização do aborto

  • 09/08/2018 - 12h10

Daniela Franco, da RFI

Por sete votos de diferença, o aborto não será legalizado na Argentina.

 

Com 38 votos contra, 31 a favor e duas abstenções, o Senado argentino rejeitou na madrugada desta quinta-feira (9) o projeto de lei que já tinha sanção da Câmara de Deputados.

 

As informações com Daniela Franco, da Rádio França Internacional. 

Ir para a versão desktop