Trump ameaça cortar ajuda financeira dos países da caravana dos imigrantes

  • 22/10/2018 - 19h55

Paola de Orte

A caravana de imigrantes da América Central que se dirige aos Estados Unidos continua gerando reações do governo norte-americano. a ONU estima que já são mais de sete mil imigrantes vindos de Honduras, Guatemala e El Salvador.

 

Eles cruzaram a fronteira com o México depois de andar por horas a pé e seguem em direção ao norte. A maioria entrou pela cidade de Tapachula, na fronteira do sul do México com a Guatemala.

 

Pelo twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a ameaçar os países centro-americanos. Ele disse que se Guatemala, Honduras e El Salvador não conseguirem parar a caravana, vai cortar a ajuda estrangeira a essas nações, que recebem dezenas de milhões de dólares.

 

Ele também disse que alertou ao Exército de que se trata de uma emergência nacional e que as caravanas são uma desgraça para o partido democrata.

 

Trump tenta usar a caravana para impulsionar as chances dos republicanos na campanha para as eleições legislativas, marcadas para o mês que vem. Muitos apoiadores querem mais controle na fronteira, e, desde a campanha do atual presidente, o partido republicano foi o que mais focou no discurso para tentar barrar a entrada de imigrantes no país.

Ir para a versão desktop