STF elege Luiz Fux como novo presidente do tribunal

  • 25/06/2020 - 19h45

Gésio Passos

O ministro Luiz Fux será o novo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) a partir do dia 10 de setembro. Fux foi eleito em plenário virtual, nesta quinta-feira (25), com 10 dos 11 votos dos ministros. O mandato do presidente da mais alta corte do país é de dois anos.


No STF, a tradição é que o mais antigo membro da corte, que ainda não tenha presidido o tribunal, assuma a presidência. Pela fila, é a vez de Luiz Fux. A eleição simbólica foi realizada de forma antecipada para facilitar o processo de transição no período de pandemia.

 

Fux afirmou que vai se empenhar em prol dos valores republicanos da luta pela democracia. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, presente na sessão, parabenizou o novo presidente da corte e disse que o STF seguirá protegendo a Constituição. Já o Procurador Geral da República, Augusto Aras, desejou à Fux o equilíbrio necessário para que a democracia não sofra qualquer tipo de prejuízo. O ministro Celso de Melo, decano do tribunal, afirmou que o novo presidente e a vice-presidente, ministra Rosa Weber, defenderão a supremacia da ordem constitucional.

 

Luiz Fux é carioca, tem 67 anos, é professor titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e doutor em processo civil. Foi advogado, promotor de justiça, juiz e desembargador no Rio, além de ministro do Superior Tribunal de Justiça por dez anos. Desde 2011, é ministro do STF, indicado pela ex-presidente Dilma Rousseff.


A ministra Rosa Weber foi eleita vice pelo quesito da antiguidade, e pela ordem, será a próxima presidente da Corte após o mandato de Fux.

Ir para a versão desktop