Volta às aulas em escolas particulares do DF é suspensa por 10 dias

  • 26/07/2020 - 16h51

Kariane Costa

No Distrito Federal, uma decisão da Justiça suspendeu o retorno às aulas na rede privada. A volta estava autorizada para esta segunda-feira (27).

 

O juiz Gustavo Chehab suspendeu por 10 dias a autorização. Ele justificou a decisão acolhendo os alertas da ação do Ministério Público do Trabalho quanto aos riscos da retomada das atividades presenciais das escolas particulares como parte do calendário de reabertura dos setores.

 

O juiz argumentou a falta de informação sobre as condições sanitárias para os pais e os alunos, e que não está claro como as medidas fixadas no decreto serão capazes de minimizar o risco de contágio e de propagação da doença.

 

O Governo do Distrito Federal informou que vai cumprir a decisão judicial. O Sindicato das Escolas Particulares do DF informou que ficou surpreso, pois já estava preparando o retorno.

 

No Distrito Federal passam de 95 mil os casos confirmados de Covid-19 e as mortes chegam a 1.176, de acordo com último balanço divulgado pela secretaria local de saúde.

Ir para a versão desktop