Moradores trabalham junto com pesquisadores nas escavações de sítio arqueológico no Amapá

  • 04/11/2017 - 12h24

Graziele Bezerra

Moradores de Santa Luzia do Pacuí no Amapá trabalham junto com pesquisadores nas escavações do sítio arqueológico encontrado na região há pelo menos duas décadas. O trabalho vai ajudar a preservar o material escondido sob a terra, como urnas funerárias e utensílios de cerâmica.

 

Os objetos mostram que a área foi habitada por grupos indígenas que dominavam a pesca, a agricultura e tecnologias de fabricação de cerâmica.

 

Desde outubro, quando começaram as atividades, já foram identificadas pelo menos 26 urnas funerárias no sítio localizado a 113 quilômetros de Macapá. As escavações são importantes porque, no local, serão feitas obras de mobilidade, além da construção de rodovias estaduais e conjuntos habitacionais.

 

Após o processo de escavação em campo e análises laboratoriais, além da higienização, registro e demais atividades, todo o material será catalogado para integrar a reserva técnica do Instituto de Estudos e Pesquisas do Amapá (Iepa). O estado tem pelo menos 550 sítios arqueológicos mapeados.

Ir para a versão desktop