Justiça do Rio se integra ao sistema nacional de processo eletrônico

  • 12/11/2018 - 17h17

Fabiana Sampaio

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro aderiu nesta segunda-feira ao sistema do Processo Judicial Eletrônico, PJE, do Conselho Nacional de Justiça. O sistema será único para primeira e segunda instância. De acordo com o CNJ, a nova versão vai permitir a comunicação colaborativa com os demais tribunais de forma a contribuir para o desenvolvimento do sistema informatizado.

 

O termo de compromisso foi assinado na sede do Tribunal no Rio de Janeiro pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal e do CNJ, e o desembargador presidente, Milton Fernando de Souza.

 

Segundo Toffoli, a informatização do judiciário é uma política pública e a sua implantação nos tribunais é importante para dar cumprimento a essa política.

 

O PJE - Processo Judicial Eletrônico, é um sistema de tramitação de processos judiciais desenvolvido a partir dos requisitos definidos pela Justiça Federal, com o objetivo de atender às necessidades dos diversos segmentos do Poder Judiciário brasileiro.

 

As revisões foram realizadas no âmbito do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que, então, elaborou um software com a colaboração de diversos tribunais.

Ir para a versão desktop