Jair Bolsonaro diz que vai "revogar" Pacto Global da Migração

  • 18/12/2018 - 21h37

Fabiana Sampaio

O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou nesta terça-feira (18), durante uma transmissão ao vivo na internet, que vai revogar o Pacto Global da Migração assinado pelo Brasil com a ONU, Organização das Nações Unidades. 

 

Citando a experiência da França, Bolsonaro afirmou que é preciso ter um sistema rigoroso para entrada de imigrantes no país.

 

Falando aos seus seguidores, Bolsonaro também comentou sobre a intenção de rever a demarcação da Reserva Raposa Serra do Sol. Reconhecendo que é difícil fazer essa revisão, disse que o Supremo Tribunal Federal pode colaborar.

 

Bolsonaro ainda aproveitou a transmissão para negar que a futura primeira dama, Michelle Bolsonaro, teria a intenção de retirar imagens sacras do Palácio Alvorada.

 

Segundo ele, o que foi divulgado na imprensa é mentira e não há conflitos religiosos entre os dois, já que ambos são cristãos.

 

O presidente eleito lembrou a proximidade da posse, reconhecendo que haverá problemas no governo, mas disse acreditar em Deus e no apoio de seus eleitores.

 

Bolsonaro novamente afirmou que não convidou os chefes de estado dos governos cubano e venezuelano, já que, segundo ele, a posse é uma festa da democracia.

Ir para a versão desktop