Amapá: Museu do Sacaca ganhará ossada de baleia jubarte

  • 25/07/2019 - 12h13

Graziele Bezerra

O Museu do Sacaca, em Macapá, no Amapá, vai ganhar uma nova peça de exposição: a ossada de uma baleia jubarte.

 

A ossada do animal está enterrada em uma área da instituição, em Fazendinha, na zona sul da capital e vai passar por uma limpeza, antes de ser encaminhada para o museu.

 

A baleia foi encontrada morta no dia 15 de dezembro do ano passado, na Ilha Vitória, no Arquipélago do Bailique. Os ossos foram enterrados para que houvesse o processo de decomposição natural da gordura existente em partes da ossada.

 

A retirada dos restos mortais do animal começou nesta semana e o trabalho é minucioso para que não haja nenhum dano ao esqueleto.

 

Primeiro são desenterrados os ossos menores, que serão lavados com detergentes e água sanitária. Depois é a vez dos ossos maiores, das costelas e cabeça do animal, que passarão pelo mesmo processo de limpeza.

 

Os arqueólogos do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá esperam concluir todo o trabalho até o fim do ano.

 

O instituto também busca recursos para montar o esqueleto, pois segundo os arqueólogos, apenas uma pessoa, em todo o país, tem esse conhecimento.

 

Se tudo der certo, a inauguração da exposição será no primeiro semestre do ano que vem.

Ir para a versão desktop