Justiça fixa multa a Marcelo Crivella caso o filho participe de atos oficiais da prefeitura

  • 16/07/2017 - 13h23

Ícaro Matos

A Justiça do Rio de Janeiro fixou multa de R$ 5 mil para o prefeito da capital fluminense, Marcelo Crivella, e para seu filho, Marcelo Hodge Crivella, e de R$ 10 mil reais para o município, caso o filho do prefeito continue participando de atos oficiais da administração municipal.

 

Ao tomar posse em 1º de janeiro deste ano, Crivella nomeou o filho para o cargo de secretário-chefe da Casa Civil.

 

Mas a indicação foi suspensa em fevereiro, por decisão do Supremo Tribunal Federal, que considerou o caso como nepotismo, que é a nomeação ilegal de familiar para cargo público.

 

Em maio, o Tribunal de Justiça do Rio também proibiu que o nome de Marcelo Hodge Crivella aparecesse em publicações da prefeitura, que ele usasse equipamentos ou bens públicos relativos ao cargo de secretário municipal, ou que aparecesse em eventos da prefeitura.

 

Já a decisão que fixou a multa foi tomada nessa sexta-feira (14), pela juíza Luciana Losada, da Décima Quarta Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça, após denúncias de que o filho de Crivella descumpriu as determinações da Justiça e, apesar de não ocupar cargo oficialmente, continuou participando de atos oficiais da prefeitura.

 

Por meio de nota, a prefeitura do Rio informou que não houve descumprimento de decisão judicial, e que respeita e cumpre as determinações da Justiça.

Ir para a versão desktop