Temer está "indignado" com quebra de sigilo bancário, diz ministro

  • 13/03/2018 - 09h47

Graziele Bezerra

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, criticou a decisão emitida na última semana, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, de quebrar o sigilo bancário do presidente Michel Temer.


Marun disse que o presidente é alvo de uma guerra contra a política e que Michel Temer está indignado.


Ainda de acordo com o ministro, a quebra do sigilo é inconstitucional e ilegal.


“Todo cidadão tem o direito ao seu sigilo bancário. Isso é uma Cláusula pétrea.”


Depois da decisão de quebra do sigilo, o presidente anunciou que abriria as informações à população brasileira, por não ter nada a esconder.

Ir para a versão desktop