Justiça Federal nega prisão preventiva de Paulo Preto

  • 16/05/2018 - 09h15

Graziele Bezerra

A Justiça Federal em São Paulo negou o pedido de prisão preventiva do ex-diretor da Empresa Paulista de Desenvolvimento Rodoviário (Dersa) Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-colaborador de gestões do PSDB no governo paulista.


O pedido de prisão foi feito pela procuradora da República Adriana Scordamaglia porque o réu não compareceu a uma audiência do processo que seria realizada na 5ª Vara Federal Criminal, em São Paulo, na última segunda-feira (14).


Confira os detalhes com Graziele Bezerra.

Ir para a versão desktop