Maia quer urgência na tramitação de projeto que permite privatização da Eletrobras

  • 13/06/2018 - 13h39

Samanta do Carmo

A terça-feira costuma ser o dia da semana mais movimentado na Câmara dos Deputados, mas ontem (12), nenhum projeto de lei foi votado no Plenário. A votação de várias propostas foi adiada para a semana que vem porque havia poucos deputados na casa e também por falta de acordo. O projeto de lei que regulamenta o transporte de cargas no Brasil está nesta lista, assim como o Cadastro Positivo.

 

Nesta quarta-feira (13), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende colocar em votação o pedido de tramitação em urgência para o projeto de lei que muda regras do setor elétrico para permitir a privatização da Eletrobras e de seis distribuidoras da empresa nos Estados do Acre, Rondônia, Amapá, Amazonas, Piauí e Alagoas.

 

A oposição contesta que as distribuidoras sejam deficitárias. Este projeto de lei é baseado na medida provisória que abria caminho para a desestatização da Eletrobras, mas perdeu a validade por falta de consenso entre os parlamentares no começo de junho. A nova proposta foi protocolada na semana passada pelo Executivo.

Ir para a versão desktop