Senado deve votar PEC da Reforma da Previdência na próxima semana

  • 11/09/2019 - 12h27

Lucas Pordeus León

A partir das 14h desta quarta-feira (11), os senadores realizam a segunda sessão de debates do primeiro turno de votação da reforma da Previdência. O acordo entre líderes prevê cinco sessões. Com isso, a votação deve ocorrer na próxima semana.

 

O presidente da Casa, Davi Alcolumbre, do Democratas, tentou antecipar a votação e pular as discussões, mas parte dos líderes não aceitou a mudança no cronograma preferindo manter o prazo regimental.

 

Nessa terça-feira (10), foi realizada uma audiência pública com especialistas favoráveis e contrários a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que já valeu para contagem do prazo de cinco sessões.

 

O secretário da Previdência do governo, Rogério Marinho, participou do debate e lembrou que o déficit da Previdência aumenta cerca de R$ 40 bilhões ao ano. Marinho também afirmou que, mesmo aprovada a reforma, o déficit não diminuirá de forma imediata.

 

Contrário ao texto, o senador Fabiano Contarato, do partido Rede, do Espirito Santo, criticou as mudanças nas regras para aposentadoria.

 

Apresentada pelo governo federal como forma de equilibrar as contas da Previdência Social, a PEC aumenta o tempo de serviço e reduz o valor final da aposentadoria.

 

A economia para os cofres públicos com o texto atual está calculada em R$ 870 bilhões, pelos próximos 10 anos.

Ir para a versão desktop