Bolsonaro volta a demonstrar preocupação com economia e diz que o pânico é uma doença

  • 30/03/2020 - 14h29

Sayonara Moreno

O presidente Jair Bolsonaro voltou a demonstrar preocupação com a economia do país, nesta segunda-feira (30), e disse que, mesmo sem dados concretos, a economia está no limite, sobretudo com o que chama de “pânico”.

 

O presidente ainda comentou a respeito da saída a locais no Distrito Federal. Segundo ele, não se tratou de um passeio, mas de uma forma de entender como a população está lidando com os desempregos resultantes da pandemia do coronavírus.

 

Jair Bolsonaro também mencionou o auxílio emergencial a trabalhadores informais. Aprovada na Câmara dos Deputados, a medida precisa passar, ainda pelo Senado.

 

Segundo o presidente da República, o início do pagamento dos 600 reais, por três meses, deve começar o mais rápido possível e vai ser definido pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes, com quem ele se reúne, logo mais à tarde.

Ir para a versão desktop