Brasil é 3º país no mundo em casos confirmados de Covid-19 e 6º em número de mortes

  • 22/05/2020 - 10h12

Gésio Passos

O Brasil hoje é o 3º país no mundo em número de casos confirmados de Covid-19 e o 6º em número de mortes. Segundo o Ministério da Saúde, no entanto, considerando o número de habitantes de cada país, o Brasil salta para a posição de número 55 em relação aos contaminados e é o 28º em número de mortes.


Nessa quinta-feira (21), o país ultrapassou a marca de 20 mil mortos e 310 mil contaminados pelo novo coronavírus. O número de mortes aqui, em relação à quantidade de habitantes, é menor que o de países europeus como a Bélgica, Espanha, Reino Unido e Itália. Mas superior a outros países sul-americanos, como Argentina, Chile, Colombia e o Paraguai.

 

As regiões Norte e Nordeste são as mais afetadas pelo coronavírus até agora. 79% dos municípios da região norte e 74% do Nordeste já tem casos confirmados. O Sudeste vem em seguida, com 59% das cidades infectadas; Sul, 51%; e Centro-Oeste, 42%.

 

O diretor de Análise em Saúde e Vigilância de doenças não transmissíveis do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, afirma que as doenças respiratórias tem fases a depender da região do país. E que isso explicaria uma maior incidência da Covid-19 no Norte e Nordeste.

 

3.488 munícipios brasileiros tem casos confirmados da doença, e e 1.354 já tem mortes pela Covid-19. Em um mês, mais de dois mil municípios confirmaram contaminações. Foram hospitalizadas mais de 155 mil pessoas por síndromes respiratórias agudas graves; 46 mil confirmadas para a Covid-19 e 50 mil estão em investigação. Outras 59 mil pessoas foram infectadas por outros vírus.

 

Eduardo Macário afirma que a epidemia no país ainda não atingiu o pico, e ainda está em desenvolvimento. O Ministério da Saúde informou que foram repassados mais de três milhões de testes moleculares para detectar o coronavírus, aqueles que devem ser feitos até o sétimo dia de sintomas. Desses, apenas 423 mil foram realizados nos laboratórios públicos. Outros dois milhões e 600 mil testes estão nos estoques. Esses números não contabilizam os testes rápidos e os testes realizados pelos laboratórios privados.


O Distrito Federal e o Acre não utilizam os sistemas do Ministério e ainda dependem de atualização dos dados. O Ministério da Saúde está buscando parcerias com laboratórios privados para ampliar a capacidade de testagem contra o coronavírus.

Ir para a versão desktop